ordem do dia

21 novembro, 2012 at 12:03 pm 1 comentário

ordem do dia

chamei os amigos à ordem do dia
e decidi revelar-lhes o estanho da cara:

quanto de mim é um anjo
e quanto assombração e pedra.

ficaram as vergonhas, todos os silêncios
e as vidas dos silêncios.

desmontei das sombras
e me afundei nas aguadas.

os cavalos, sobrados em pelo,
caminharam sobre a terra do cão.

romério rômulo

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

meu anjo do sertão, 1 nau francesa, 1

1 Comentário Add your own

  • 1. roberto lima  |  6 dezembro, 2012 às 8:13 pm

    saudades, romério.
    pra encher um mineirão.

    sua poesia?
    sempre espora no pelo.

    abração do

    r.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

novembro 2012
S T Q Q S S D
« set   dez »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: