Archive for maio, 2012

maradona entrou na dividida

jesus cristo jogou para a platéia
maradona entrou na dividida
como entra no mundo a fé parida
a conter qualquer deus da galiléia

destoado nas vigas do sertão
por saber que a ventura desta vida
é a cabrocha, o luar e o violão.

romério rômulo

23 maio, 2012 at 8:29 pm Deixe um comentário

eu sempre amei demóstenes, 1, fragmento

meu desacerto com as águas
é pedra e ranço.
mandei as cachoeiras ao rebate dos bichos
ao estranho das coisas
à entranha do cerrado
ao último cerrado
à última instância do cerrado
em cada mão que me contém já morto.

romério rômulo

15 maio, 2012 at 5:42 am Deixe um comentário

carcará e maradona se bicaram

carcará e maradona se bicaram
pelos céus João do Vale do brasil
maradona movido a pé na bola
carcará decantado à dor de abril

carcará e maradona, à mesma hora
desataram o mundo que os pariu.

romério rômulo

10 maio, 2012 at 11:58 am 1 comentário

maradona é o caminho

apertei a lua cheia
no olhar da macambira
na fuga certa da teia
no extrato do horizonte
pura pedra, rala e monte
no calor da minha veia

o que na vida me atrasa
não posso fazer sozinho
já pisei em cova rasa
nasci na pele do minho
caldeirão é a minha brasa
estes lençóis são de linho

um surdo doido me arrasa.

sinfonia é só a nona
virgulino é meu caminho

ah! se eu fosse maradona!

romério rômulo

6 maio, 2012 at 5:05 am Deixe um comentário


Feeds

maio 2012
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.