a sua pele branca de algodão, 1

20 janeiro, 2012 at 6:40 am 8 comentários

a sua pele branca de algodão, 1

não fujo de uma rosa dolorida
nem quero a solidão tumultuada.

para morrer eu só carrego a vida.

romério rômulo

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

montar a musa, 1 eu sempre fui ao coração das coisas

8 Comentários Add your own

  • 1. Tania  |  20 janeiro, 2012 às 7:26 am

    “Não fujo de uma rosa dolorida…” Um homem, um poeta…Lindo, Romério, lindo isso…
    Beijos,

    Responder
  • 2. líria porto  |  20 janeiro, 2012 às 7:28 am

    “para morrer eu só carrego a vida” – queria ter escrito isso…

    Responder
  • 3. inatngivelMirse  |  20 janeiro, 2012 às 7:35 am

    SENSACIONAL!

    Tão simples, tão difícil, tão lógico! Só você, Romério tem esse dom de unir em poucos versos a vida e a morte.

    Beijos, poeta!

    Mirze

    Responder
  • 4. Maria "Outros Encantos"  |  20 janeiro, 2012 às 8:11 am

    tão doce, Romério!

    Responder
  • 5. Michelle  |  20 janeiro, 2012 às 1:07 pm

    Gosto muito dos seus poemas!!!Todos eles!!!

    Responder
  • 6. Zélia Guardiano  |  21 janeiro, 2012 às 2:38 pm

    Lindo!!!
    Abraço

    Responder
  • 7. Ana Paula  |  22 janeiro, 2012 às 1:34 pm

    Fazia tempo que não entrava aqui…
    Lindos seus poemas Romério…..
    beijos!

    Responder
  • 8. Mônica Oréfice Delicato  |  3 fevereiro, 2012 às 4:30 am

    tão lindo poema ❤

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

janeiro 2012
S T Q Q S S D
« dez   fev »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Top Posts

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: