musa, 15

17 outubro, 2011 at 2:31 am 4 comentários

montei o mal em pelo
cadenciei a vida
a força que me aguenta

deixei a minha raiva na sua venta
no calo mais feroz da madrugada

a musa que me coube foi domada!

romério rômulo

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

a vida, augusto! à clara moça dos poetas

4 Comentários Add your own

  • 1. mirze  |  17 outubro, 2011 às 3:52 am

    MUITO BOM, ROMÉRIO!

    Montar o mal a pelo e todo o poema, surpreendente.

    Parabéns!

    Beijos

    Mirze

    Responder
  • 2. Anamélia Fernandes Gonçalves  |  18 outubro, 2011 às 1:48 pm

    Domar a musa!!! Que belo feito!!! Heróico mesmo. Podemos ver, pela forma como arranja as palavras, que você tem mesmo peito.

    Responder
  • 3. Adriana Karnal  |  19 outubro, 2011 às 3:07 pm

    e a musa em pesadelo.

    Responder
  • 4. Marcos Pizano  |  21 outubro, 2011 às 10:46 pm

    quero aprender a deixar a raiva na venta alheia rsrsrs

    como disse o Beto
    a poesia está no galope

    quando for a GV vamos nos encontrar, certo?

    abs mano

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

outubro 2011
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: