posses, 1

7 agosto, 2011 at 4:00 am 3 comentários

no meu olhar de alçapão
na minha pele de escova
na minha mão de bigorna
no meu dedo só impulso

no meu enfado bandido
no meu riso de atropelo
no meu antro de desdém
na minha quadra de luzes

na minha vila 18
no meu cabelo de estopa
a minha casa dos contos
o meu quinto dos infernos.

romério rômulo

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

os meus cavalos são mesmo poetas se eu fosse maradona, 25

3 Comentários Add your own

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

agosto 2011
S T Q Q S S D
« jul   set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: