pantera, 1

31 maio, 2011 at 4:24 am 4 comentários

essa mulher, amigo, é uma fera
e destroçou a minha carne fria
com seu olhar agudo de pantera

mas quero me casar com essa amada
um antro de veneno e de poesia
a regar meus desastres pela estrada.

romério rômulo

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

absint, 9 rivotril, 6

4 Comentários Add your own

  • 1. Maria - OutrosEncantos  |  31 maio, 2011 às 4:55 am

    que raiva que me dá, serem as minhas palavras tão pequenas demais, para deixar aqui.

    Resposta
  • 2. Mirze Souza  |  31 maio, 2011 às 9:39 am

    Belíssimo, Romério!

    Um poema de amor é sempre muito lindo. E no seu estilo, ficou ainda mais belo!

    Beijos

    Mirze

    Resposta
  • 3. Nívia de Oliveira Castro  |  1 junho, 2011 às 3:55 pm

    Pois é, você e os felinos versos foram parar de novo, à sua revelia, na nossa Matéria Incógnita. Não tem jeito, sou incorrigível.

    Beijos sempre,

    Nívia

    Resposta
  • 4. Lejânia  |  14 julho, 2011 às 6:00 pm

    Adorei!!!

    Lejânia

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

maio 2011
S T Q Q S S D
« abr   jun »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Top Posts

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: