Archive for 10 fevereiro, 2011

entrega 1

entenda, meu irmão, sou indecente
na tua mão me deixo e me revelo
o corpo que é vão e nem é belo
não passa de uma carne reticente.

a musa que busquei é seca e ardente
com uns canais no corpo de vesúvio
e por bem pouco já mandou um eflúvio
de aspereza e rouquidão latente

e uns cabedais de couro intermitente
com vozes de estradas e resvalos
beberam em minha mão loucos cavalos
sobraram a terra e o lodo incandescente.

romério rômulo

10 fevereiro, 2011 at 4:11 am 2 comentários


Feeds

fevereiro 2011
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.