se eu fosse maradona 12, fragmento em elipse

1 fevereiro, 2011 at 5:47 am 1 comentário

se eu fosse maradona
ia ser muito esquisito
o meu cabelo dourado
não seria tão bonito
com a bola na minha zona
teria logo um conflito.

eu sempre fui lobisome
manchado de lua cheia
a bola que me resvala
é uma bola de meia
dou um chute, faço gol
minha alma, rubber soul
é uma aranha sem teia.

romério rômulo

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

fragmento de desarmar a morte quando a vida, quando

1 Comentário Add your own

  • 1. Mirze Souza  |  1 fevereiro, 2011 às 6:03 am

    Fantástico, Romério!

    Sua alma rubber soul neste poema em elipse deixou longe Maradona!

    Uma série que se em quadrinhos e ser muito bom!

    Beijos, poeta!

    Mirze

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

fevereiro 2011
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  

Top Posts

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: