Archive for novembro, 2010

“obra 1”

no poema, o desafio:
juntar as 2 margens
do rio.

(romério rômulo)

29 novembro, 2010 at 6:32 pm 3 comentários

“vou me casar com maria”

 

o meu sono de poeta
o meu banho de água fria
minha vida de asceta
meu punho feito alquimia
meu estado de alerta
a minha pele arredia
minha veia toda aberta
meus delírios, meus tormentos
grito aos 4, aos 7 ventos
vou me casar com maria!

(romério rômulo)

 

12 novembro, 2010 at 5:56 pm 8 comentários

soneto concreto

 

poema reto        o meu soneto concreto
poema pio          o meu soneto de cio
poema berro       o meu soneto de ferro
poema fala          o meu soneto de bala

poema nu            o meu soneto de blue
poema gume        o meu soneto de estrume
poema feito          o meu soneto de peito
poema extrato       o meu soneto de fato

poema físsil           o meu soneto de vício
poema esquivo       o meu soneto de arquivo
poema grua            o meu soneto de rua

poema fundo           o meu soneto de mundo
poema a pau            o meu soneto de sal
poema bebido           o meu soneto bandido.

(romério rômulo)

6 novembro, 2010 at 6:27 pm 1 comentário


Feeds

novembro 2010
S T Q Q S S D
« out   dez »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Top Posts

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.