sapos

17 outubro, 2010 at 2:46 pm 7 comentários

 

sapos são seres rômbicos, agudos
e sua trégua é ineficiência.
pregado pela minha consciência
vou transformar os sapos em veludos.

a prima facie de um sapo é o medo
tão repelente da mão tocá-lo. o dedo
me sobra para amá-lo. em cada lente
carrego aquele sapo. e tenho medo!

(romério rômulo)

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

“mão” soneto concreto

7 Comentários Add your own

  • 1. Ana  |  17 outubro, 2010 às 5:45 pm

    Visão extraordinária do sapo – da ironia de sapo.
    Beijo

    Resposta
  • 2. Mirze Souza  |  17 outubro, 2010 às 6:35 pm

    Romério!

    Em sua metamorfose poética vi o que queria: transformar os sapos em veludo e amá-lo, mesmo que sinta medo.

    É o grito do enviroment que pede!

    Aplausos, poeta!

    Mirze

    Resposta
  • 3. Natália Nunes  |  19 outubro, 2010 às 12:01 am

    “rômbicos”.

    romério, sempre que venho aqui redescubro a poesia contida na palavra em si.

    Resposta
  • 4. homensdopantano  |  3 novembro, 2010 às 1:51 pm

    surge o sábio sapo
    urge que saiba que
    o tal batráquio
    pobre anfíbio ainda anseia
    uma ânsia de ser sapo
    e não ser sopa
    nem ser saco

    Resposta
  • 5. rodrigo passos  |  3 novembro, 2010 às 10:47 pm

    lindo poema!

    Resposta
  • 6. rodrigo passos  |  3 novembro, 2010 às 10:48 pm

    valeu poeta!

    Resposta
  • 7. Roberta  |  6 novembro, 2010 às 2:11 pm

    que precisão. saio comovida. “o dedo me sobra para amá-lo”.

    um bjo,

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

outubro 2010
S T Q Q S S D
« set   nov »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: