a carne é reticente; a noite cega

27 junho, 2010 at 10:43 am 7 comentários

sou, por meus inteiros, vários.
minhas frações se fazem de repente.
o olho, de inteiro e faces,
disseca os cacos da manhã (lavada).
múltipla mão, da luz, me regurgita
uma estranha verdade, um denso espanto.

(minha doce face fuzilada)
uma poesia deserta, texto de pedra e secura.
poesia de ferreiro: metal e martelo.
uma poesia brasa candente. cozer tudo,
ato do verso, dure tanto ou nada.

(abertura)

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

quero dizer que manuelzão foi boi – IX (me caber em cada)

7 Comentários Add your own

  • 1. assis freitas  |  27 junho, 2010 às 12:02 pm

    poemaço,

    abraço

    Responder
  • 2. Cris Lima  |  27 junho, 2010 às 9:41 pm

    Saudade dessas coisas que só se lê assim em vc…
    “sou, por meus inteiros, vários.
    minhas frações se fazem de repente.
    o olho, de inteiro e faces”…,
    Bjs
    Cris

    Responder
  • 3. onipresente  |  28 junho, 2010 às 8:20 pm

    Poeta,

    Tô sentindo sua falta em minha casa!

    Apareça por lá.

    Um abraço!

    Responder
  • 4. Mirze Souza  |  29 junho, 2010 às 4:06 pm

    Belíssimo, Romério!

    “uma poesia deserta, texto de pedra e secura.”

    Uma poesia deserta que se une à vários desertos. Acaba encontrando um oásis da alma!

    Fantástico!

    Beijos

    Mirze

    Responder
  • 5. marden  |  1 julho, 2010 às 10:53 am

    Dá-lhe ferro em brasa!

    Responder
  • 6. Renata  |  7 julho, 2010 às 5:48 pm

    Sim, somos múltiplas frações…

    Um abraço,
    doce de lira

    Responder
  • 7. Laura Coronel  |  13 julho, 2010 às 9:41 pm

    Gracias por escribir. En el poema créas un abismo donde las palabras se encuentran.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

junho 2010
S T Q Q S S D
« maio   jul »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: