para bibi e dodó

23 fevereiro, 2010 at 6:27 pm 11 comentários

“as musas me sumiram. quero vê-las
na tarde solta da cidade viva.
belas, encantos, olhos tantos
de um escuro que carrega o tempo.
se os seus silêncios dardejam o meu silêncio
tenho motivos para reclamá-las
e vejo a falta das suas palavras
na minha fala, um poema louco.
a mãe e o pai emitam seus sinais
pois,delas necessito mesmo, agora.

as musas me sumiram, quero vê-las
na tarde ainda. isto me salva a noite ! “

(para bibi e dodó)

Romério Rómulo

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

mata e pelo manga, uma oval

11 Comentários Add your own

  • 1. variosum  |  23 fevereiro, 2010 às 7:15 pm

    ei romério,

    te vi em Ouro Preto nesse carnaval. Tava num restaurante e te vi na porta. Quando desci pra te cumprimentar c tinha sumido. Foi na segunda de carnaval, eu tava tocando no Maracatu Lua Nova, que saiu com o bloco Candongueiros. Viu nós?

    Abração!

    Resposta
  • 2. Carito  |  24 fevereiro, 2010 às 1:28 am

    belíssimo blog! poem’ossos, rapt ura…

    Resposta
  • 3. nina rizzi  |  24 fevereiro, 2010 às 4:55 pm

    que coisa mais suculenta, dolente, e pasmo: esperançosa em seus versos finais.

    beijo, poeta.

    Resposta
  • 4. Meg  |  24 fevereiro, 2010 às 6:17 pm

    Romério,

    Pelo carinho dos teus versos tuas musas voltarão
    e tua noite será salva.

    Beijo

    meg

    Resposta
  • 5. Ana  |  24 fevereiro, 2010 às 6:53 pm

    Poema maravilhoso.
    bj

    Resposta
  • 6. Graça Pires  |  25 fevereiro, 2010 às 11:50 am

    As palavras do poema a habitarem as noites e o silêncio…
    Beijos.

    Resposta
  • 7. líria porto  |  25 fevereiro, 2010 às 4:44 pm

    que coisa mais bonita!
    besos

    Resposta
    • 8. alirio  |  27 fevereiro, 2010 às 12:40 am

      Com passos de visita chego ao sítio do Romério.
      Palmas dispensáveis, reservo aplausos para a despedida.
      Mas eis que o gozado “alírio do campo” encontra a líria no blog!!

  • 9. Bibi e Dodó  |  1 março, 2010 às 6:21 pm

    Romério,
    A gente adorou esse poema! Ta muito bonito! Brigada!! Beijos, Bibi e Dodó!

    Resposta
  • 10. adriano nunes  |  17 março, 2010 às 4:54 pm

    Romério,

    Belíssimo! parabéns!

    Adriano Nunes.

    Resposta
  • 11. Adélia Carvalho  |  19 março, 2010 às 12:12 am

    Precisam os poetas das musas, tanto quanto, (ou mais até) que dos papeis onde deitam suas palavras…

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

fevereiro 2010
S T Q Q S S D
« jan   mar »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: