guerrilheiro, berra

21 novembro, 2009 at 9:27 am 5 comentários

“o estado da manhã é uma ausência
a impetrar as cores mais cruéis.
a pútrida face do mundo, inexistência,
revela estradas, musas e corcéis.

tamanhas dores, machucado o corpo,
somente nasce das cinzas ao invés.
instantes tão medonhos jazem torpes,
a revelar o mundo de través.

soltos e matas, fuzis enigmáticos
apertam balas sobre o santo pátrio
e o que sobra é um sertão calado

que feito mar, estreita sobre a terra
o santo guerrilheiro, conselheiro, berra
na forma eterna de um tufão armado.”

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

cavalo Per Augusto & Machina – hugo PONTES

5 Comentários Add your own

  • 1. nina rizzi  |  21 novembro, 2009 às 12:22 pm

    romério,

    gosto do poema, sobretudo das duis últimas estrofes. essa palavra “medonho”, tenhoa usado em demasia.

    um beijo desse mar, pra tua terra-eterna 🙂

    Responder
  • 2. Nivia  |  21 novembro, 2009 às 9:30 pm

    Romério, como resistir diante de tanta força e beleza? Não me segurei nem um cadinho com esses versos e, por isso, tomei a liberdade de reblogar o poema, mesmo sem o seu consentimento prévio.

    Dê uma olhada cá e, caso tenha alguma crítica, sinta-se à vontade que modifico ou retiro se assim for a vontade desse nosso poeta, tá bão? Me perdôe pela “apropriação indébita”. Um beijo, Nivia.

    Responder
  • 3. Adriana Godoy  |  23 novembro, 2009 às 10:01 am

    Gostei da ideia, algo real ou surreal. E o conselheiro continua berrando. Bewijo.

    Responder
  • 4. Decio Bettencourt  |  24 novembro, 2009 às 12:00 pm

    E sempre as palavras bem polidas e poéticas:
    o estado da manhã é uma ausência
    a impetrar as cores mais cruéis.

    Um kandandu.

    Responder
  • 5. Roberta  |  28 novembro, 2009 às 10:07 am

    Um soneto forte e dorido, que berra para nós sertões calados. O mundo de través sangra sua pútrida face.

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

novembro 2009
S T Q Q S S D
« out   dez »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: