levantar poço e água

21 junho, 2009 at 6:13 am 10 comentários

buscar os bois do meu campo, uivo, latido,
guardar os animais da memória,
latir uma cavalo potro ressequido,
levantar a água esguia do poço,
saber uns baldes de tanto cansaço.

tudo é ausência de cerrado.

avós de diamantes, tesouros monásticos,
assembléias de escravos, podem ser razão
de minha ausência.

uns valos de bois, umas manias de cavalo
chucro,
um atar de cachorro louco.

luzes e bois, fundidos, se rebatem.

Anúncios

Entry filed under: Matéria Bruta.

abertura, 1 *

10 Comentários Add your own

  • 1. Ana  |  21 junho, 2009 às 6:56 pm

    Forte, como sempre.
    Bj

    Responder
  • 3. Moacy Cirne  |  22 junho, 2009 às 7:00 am

    Luzes, bois, cansaços e ausências:
    assim se faz um poema.
    Em tempo: você marca presença
    no Balaio de hoje.

    Um abraço.

    Responder
    • 4. Romério Rômulo  |  23 junho, 2009 às 6:43 pm

      moacy:
      sou da turma leitora permanente do balaio.
      um grande abraço.
      romério

  • 5. meg  |  22 junho, 2009 às 8:19 pm

    Romério,

    E pelas palavras me perco
    na rude trama encantatória
    de mais um poema …
    inconfundivelmente teu.

    E nele enleada te deixo

    Um beijo

    Responder
    • 6. Romério Rômulo  |  23 junho, 2009 às 6:44 pm

      meg:
      prossigo na minha trama encantatória.até quando?
      um beijo.
      romério

  • 7. Janaina Amado  |  23 junho, 2009 às 12:03 pm

    Também sofro de ausência de cerrado.

    Responder
    • 8. Romério Rômulo  |  23 junho, 2009 às 6:45 pm

      janaína:
      o cerrado é forte.uma trama definitiva.
      romério

  • 9. Adriana  |  24 junho, 2009 às 2:22 am

    gostei da tua falta de cerrado,porque o poema é campo.encantou-me.

    Responder
    • 10. Romério Rômulo  |  24 junho, 2009 às 2:55 pm

      obrigado,adriana.
      romério

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

junho 2009
S T Q Q S S D
« maio   jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: