tempo

28 fevereiro, 2009 at 6:45 pm 16 comentários

minha idade é impronunciável.
no tempo,
no máximo serviria para dizer por quantos sábados
eu poderia dizer a oração de viníciius
e cometer coisas não aceitas,
“porque hoje é sábado”
também serviria para instalar os domingos
na minha vida, onde, por impaciência,
pouco me sobra

Anúncios

Entry filed under: Matéria Bruta.

ventania

16 Comentários Add your own

  • 1. Fred Matos  |  28 fevereiro, 2009 às 8:03 pm

    mas nem me fale nas segundas-feiras.

    abração

    Responder
  • 2. Mário Mendonça  |  1 março, 2009 às 11:58 am

    Grande Guerreiro

    “buscamos a eternidade”

    Mas temos a ansiedade, que nos consome.

    Abraços

    Responder
  • 3. ricardo  |  1 março, 2009 às 12:54 pm

    foi um prazer descobrir seu blog.
    longa vida a toda a poesia.
    um abraço.

    Responder
  • 4. Romério Rômulo  |  2 março, 2009 às 8:22 am

    fred:
    sobre as segundas falarei no blog do nassif.
    um abraço.
    romério

    Responder
  • 5. Romério Rômulo  |  2 março, 2009 às 8:23 am

    mário:
    a ansiedade nos engole.
    um abraço.
    romério

    Responder
  • 6. Romério Rômulo  |  2 março, 2009 às 8:25 am

    longa vida,ricardo.
    um abraço.
    romério

    Responder
  • 7. Adrianna Coelho  |  2 março, 2009 às 8:49 am

    vc sabe o que acho de “hoje é sábado”…
    hoje é segunda e minha opinião continua a mesma 🙂
    beijos

    Responder
  • 8. Romério Rômulo  |  2 março, 2009 às 4:30 pm

    adrianna:
    cuidado com o vinicius.
    um beijo.
    romério

    Responder
  • 9. Bianca  |  8 março, 2009 às 4:44 pm

    E o que é o tempo, meu querido?

    Nada demais, nada demais…rs

    Uma bela música para te encantar neste domingo (a resenha está no blog do Luis, no trivial):

    Beijo grande da companheira virtual

    Bianca

    Responder
  • 10. Romério Rômulo  |  8 março, 2009 às 10:41 pm

    bianca:
    o tempo é muito e pouco,um desafio.
    obrigado pela música,numa versão belíssima que eu não
    conhecia.
    um beijo pelo seu encanto.
    romério

    Responder
  • 11. Mariana  |  10 março, 2009 às 8:37 am

    lindo, romério.

    Responder
  • 12. Romério Rômulo  |  10 março, 2009 às 9:53 am

    grande mariana!
    romério

    Responder
  • 13. Roberto Costa Carvalho  |  14 março, 2009 às 4:01 am

    Ah, os domingos!…
    Por que sempre os domingos?
    Será porque, no sábado, Deus descansou?

    Responder
  • 14. Romério Rômulo  |  14 março, 2009 às 12:49 pm

    roberto:
    os domingos são fatais.o mundo parece parado e me incomoda.
    romério

    Responder
  • 15. Mirse  |  22 março, 2009 às 8:20 pm

    Rômulo estou aqui por indicação da Hercília, e por saber que é de Ouro Preto, que conheço e amo.
    Belíssimo poema, que combina comigo.
    Domingos não devem ser instalados. A citação de Vinícius lembra a véspera de um dia sombrio mesmo.

    Leio seus poemas, pois me inscrevi no seu feed.
    Voce é um grande poeta!!!!

    Parabéns!

    Um forte abraço

    Mirse

    Responder
  • 16. Romério Rômulo  |  23 março, 2009 às 4:33 pm

    mirse:
    obrigado pela sua presença,a partir da recomendação da hercília.
    conto com as suas leituras e observações.
    um abraço.
    romério

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

fevereiro 2009
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: