a mondrian, sem lhe dizer, palavra

20 fevereiro, 2009 at 6:40 pm 22 comentários

quente frio, em pele.

— nus da manhã
— nus de qualquer aragem
— nus de todo apodo

jazem sobre o quadrado,
osso de todo o rosto.

sobrados são
— mondrian —
calças, meias, aragens.

o pêlo puro, resto essencial,
é a fala.

Anúncios

Entry filed under: Matéria Bruta.

22 Comentários Add your own

  • 1. Adriana  |  20 fevereiro, 2009 às 10:25 pm

    nus ao quadrado! a-do-rei seu, meu, mon-dri-an.

    Responder
  • 2. Romério Rômulo  |  20 fevereiro, 2009 às 10:30 pm

    adriana:
    sou ligado no mondrian.
    romério

    Responder
  • 3. Moacy Cirne  |  21 fevereiro, 2009 às 5:31 am

    Mondrian é um dos grandes artistas do século XX e o seu poemahomenagem capta a sua essênciaformal sem cair em possíveis armadilhas “mondrianescas” composicionais.

    Um abraço,

    Responder
  • 4. Janaina Amado  |  21 fevereiro, 2009 às 9:20 am

    Ah, eu também adoro Mondrian, Romério. E, por isso, podia não gostar do seu poema (como, ele acercar-se do MEU Mondrian?rs), mas sim, amei-o: lindo poema, lindo título, concisos e cololoridos como a pintura do artista. Adorei.
    Abraço (semi)carnavalesco!

    Responder
  • 5. Romério Rômulo  |  21 fevereiro, 2009 às 9:44 am

    moacy:
    sei de você em caicó,com o ectoplasma do cdc e com o “senhor
    das alturas” a querer te estripar.
    o mondrian é um caso engraçado.banalizado por uns,até na propaganda,e ao mesmo tempo difícil.
    um grande abraço.
    romério

    Responder
  • 6. Romério Rômulo  |  21 fevereiro, 2009 às 9:48 am

    janaína:
    sempre me pareceu que eu queria mesmo é ser artista plástico.
    mas,não disponho dos cabedais.daí,escrevo sobre eles,os artistas plásticos.
    um abraço( do meu carnaval sem carnaval).
    romério

    Responder
  • 7. adriano nunes  |  21 fevereiro, 2009 às 12:24 pm

    Romério,

    O poema-quadro, nu, sem tela ou tinta! Parabéns!

    Adriano Nunes.

    Responder
  • 8. CRIS LIMA  |  21 fevereiro, 2009 às 12:42 pm

    DEIXANDO POR AQUI MEU AR DA GRAÇA
    CRIS

    Responder
  • 9. Romério Rômulo  |  21 fevereiro, 2009 às 2:30 pm

    adriano:
    sou levado a esses poemas nus.
    obrigado.
    romério

    Responder
  • 10. Romério Rômulo  |  21 fevereiro, 2009 às 2:31 pm

    cris lima:
    o seu “ar da graça” é estimulante.
    romério

    Responder
  • 11. Gisela Rosa  |  21 fevereiro, 2009 às 3:40 pm

    a pele do poema. amei.

    Responder
  • 12. Romério Rômulo  |  21 fevereiro, 2009 às 4:27 pm

    gisela:
    a pele do poema agradece.
    romério

    Responder
  • 13. CRIS LIMA  |  21 fevereiro, 2009 às 6:28 pm

    Com tanta gentileza acabo por me envaidecer!
    bj
    Cris

    Responder
  • 14. Betty  |  21 fevereiro, 2009 às 7:26 pm

    .______querido Romério

    no

    in.dizível

    _________existe Mondrian

    .o estilo-neoplasticismo

    descobrindo o

    rectângulo de ouro_______…

    .amei:=)

    beijO______ternO

    Responder
  • 15. Romério Rômulo  |  21 fevereiro, 2009 às 8:41 pm

    cris:
    pode se envaidecer.
    um beijo.
    romério

    Responder
  • 16. Romério Rômulo  |  21 fevereiro, 2009 às 8:42 pm

    betty:
    o retângulo do mondrian é o desafio.
    um beijo.
    romério

    Responder
  • 17. meg  |  22 fevereiro, 2009 às 4:48 pm

    Romério,

    Mai uma vez só de passagem, para te deixar um abraço.
    Continuo a acompanhar-te… e Mondrian… também é um dos “meus” pintores.
    Até não sei quando… estou desolada e triste com a ausência.

    Beijo
    meg

    Responder
  • 18. Romério Rômulo  |  22 fevereiro, 2009 às 7:21 pm

    meg:
    obrigado pela vinda.não há porque ficar desolada.
    um beijo.
    romério

    Responder
  • 19. espiatório  |  23 fevereiro, 2009 às 4:22 pm

    de olho nos teus belos versos! estás lá no blog…

    Responder
  • 20. Cöllyßry  |  23 fevereiro, 2009 às 4:45 pm

    A pele onde o aroma sobresai dos poros, em laivos de amor..

    Grata pela visita, gostei muito deste Seu…
    Doce meu beijo

    Aqui em pensamento_________________

    ölhår_Îñðîscrëtö…Å ¢µ®¡ö§¡dädë

    Responder
  • 21. Romério Rômulo  |  23 fevereiro, 2009 às 5:05 pm

    espiatório:
    obrigado pela presença e pela postagem lá.
    romério

    Responder
  • 22. Romério Rômulo  |  23 fevereiro, 2009 às 5:07 pm

    collybry:
    olhar indiscreto,a curiosidade.seu doce beijo.
    meu carinho.
    romério

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

fevereiro 2009
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: