a cumiada do olho

5 fevereiro, 2009 at 1:00 am 2 comentários

se tua manhã fosse avessa
nem moitas lhe sobravam.

o mais breve dos anjos tem um justo sono.

Anúncios

Entry filed under: Matéria Bruta. Tags: , .

rasos, 2 a manhã faz tempo ser espinho

2 Comentários Add your own

  • 1. Nydia Bonetti  |  5 fevereiro, 2009 às 9:34 am

    Romério
    Acabei te te ver lá no VEROPOEMA, com dois belos poemas do Matéria Bruta.
    Gostei demais da cumiada dos olhos…
    bjs.
    Nydia

    Responder
  • 2. Romério Rômulo  |  5 fevereiro, 2009 às 10:20 am

    nydia:
    cumiada de olho é risco puro.obrigado.
    romério

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

fevereiro 2009
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
232425262728  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: