pontes, ouro preto

6 dezembro, 2008 at 2:56 pm 21 comentários

as pontes que martelo e que atormento
carregam uma espécie de ungüento
que vila rica deixou em cada delas.

o sujo, o não calado, o renitente
perderam a vida, a mão, a língua, o dente
por discordar do que havia sobre elas.

quantos soberbos sobre as pontes disfarçaram
suas viagens de quem nasceu do ouro
e o ferro em apetite aguçaram.

tiveram, em pindorama, estes senhores
que carregar na consciência, se a tiveram,
o grito amargo das dores que causaram!

   (de quantas pontes vive ouro preto?)

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

(ponte: cabeças) (para affonso romano de sant’anna)

21 Comentários Add your own

  • 1. Bipede-Implume  |  6 dezembro, 2008 às 8:49 pm

    Ouro Preto e o alertar também das nossas consciências.
    De quantas pontes vive ouro preto?
    Através da tua voz o saberemos.
    Grande abraço.

    Responder
  • 2. Romério Rômulo  |  6 dezembro, 2008 às 10:44 pm

    bípede:
    ouro preto vive de muitas pontes.todas marcantes.falarei mais sobre elas.
    um abraço.romério

    Responder
  • 3. janaina amado  |  7 dezembro, 2008 às 8:45 pm

    De quantas pontes, poeta, vive Ouro Preto? Parece-me que de muitíssimas, as que vemos e as que se perderam na irrealidade do tempo, estraçalhadas, as que não vemos mas existem –, insuspeitos arcos alados–, e as que um dia vimos, mas nos esquecemos. Linda tua Ouro Preto, lindas tuas pontes, poeta.

    Responder
  • 4. Romério Rômulo  |  7 dezembro, 2008 às 11:39 pm

    janaína:
    há por aqui pontes inesperadas.concretas,de pedra.difusas,nos
    corpos rasgados nas ladeiras.pontes sequer sabidas.
    obrigado.
    romério

    Responder
  • 5. mariza lourenço  |  8 dezembro, 2008 às 12:56 pm

    de muitas, muitas pontes vive a gente e ouro preto.
    belo!
    Romério, meu querido, perdoa o sumiço, mas somente hoje, num raro momento de folga, pude atualizar meu blogue e visitar o amigo. torço para que daqui a uns dias, quando tem início o recesso forense, eu consiga estar mais presente.
    beijo e carinho.
    mariza

    Responder
  • 6. DANIEL PEARL  |  8 dezembro, 2008 às 1:07 pm

    POR QUE DILMA? O BLOG OFICIAL DA DILMA
    Em 12 de maio de 2008, o presidente Lula disse: “Conquistamos algo que não se mede em números, mas é decisivo para retomarmos o caminho do desenvolvimento: o País voltou a acreditar em si mesmo?. Antes de 2002, as forças conservadoras diziam através da atriz Regina Duarte: Eu tenho medo do Lula? Eles tinha medo de perder o poder para um ex-operário, que anos seguintes faria se tornaria no melhor presidente do Brasil. Lula foi iluminado ao dizer: Sabemos que temos muito a fazer, mas sabemos também que estamos no rumo certo. Aprendemos que uma boa combinação de políticas econômicas e sociais forma a base da superação de nossa pobreza secular e de nossa desigualdade entre classes sociais e regiões. Temos a certeza de que podemos avançar mais na construção de um Brasil ainda mais justo, e também na construção de um mundo melhor?

    Não podemos retroceder, as conquistas sociais do Governo Lula pertence à Sociedade Brasileira. Em 2007, mais de 1 (um) milhão de famílias adquiriu a casa própria, foram vendidos 2,5 milhões de carros, 100 milhões de celulares, 10 milhões de computadores e 32 milhões de pessoas passaram a ter acesso à internet. O brasileiro passou a ter casa, carro, celular e computador porque conseguiu a satisfação de necessidades básicas, como alimentação adequada, acesso à saúde e à educação. Mais de 9,7 milhões de brasileiros deixaram a pobreza absoluta. O Programa Bolsa Família investiu R$ 9,2 bilhões em 2007 e mudou a vida de 46 milhões de brasileiros. O Produto Interno Bruto (PIB) cresceu 5,4% no ano de 2007 e que as famílias gastaram mais 6,5%. O mercado interno movimentou a cifra de R$ 1,56 trilhão.

    As ações do Governo Lula beneficiam todas as camadas da sociedade: redução da desigualdade, aumento da renda, qualidade de vida, avanços na educação (236 mil jovens no ProJovem (fev/08), 385 mil alunos no Prouni (abr/08) e 229 mil vagas/ano no Reuni (abr/08), mais 10 novas universidades federais, 214 novas escolas técnicas. A Educação vai receber mais de R$ 15 bilhões até 2011 para combater o analfabetismo, promover a melhoria do sistema e universalizar o ensino público. Avanços nos Programas sociais: 11,1 milhões de famílias no Bolsa Família (mai/08), 7,9 milhões de pessoas no Luz Para Todos (abr/08), R$ 8,4 bi contratados no Pronaf, R$ 403 mi no Programa de Aquisição de Alimentos, Conta Caixa Fácil da CEF e o Banco Popular do Brasil. Emprego: 11 milhões de ocupações criadas, 8,9 milhões formais (jan/03-abr/08). Aumento do Consumo das famílias brasileiras, investimentos recordes. Balança comercial positiva.

    Nos últimos dois anos, 23,5 milhões de brasileiros passaram a integrar a classe média. Índice mostra nova queda da desigualdade na distribuição de renda. O Brasil tornou-se um País menos desigual. O
    crescimento econômico, aliado às políticas sociais do governo Lula. Outro indicador positivo foi a redução da miséria. Cerca de 9,7milhões de pessoas deixaram o estado de pobreza absoluta, entre 2003 e 2006.

    Por que estamos apoiando a candidatura da Dilma? Por que a Ministra Dilma Rousseff é competente, séria, idônea, mulher talentosa, experiente, organizada, pulso firme, sensível, dinâmica. Dilma reúne todas as qualidades de uma postulante ao cargo de presidente da República. Sua experiência como Ministra das Minas e Energia e da Casa Civil, a qualifica para se tornar a primeira mulher a tornar-se presidenta da República Federativa do Brasil.

    Divulgue o BLOG OFICIAL DA DILMA (http://dilma13.blogspot.com/).
    Coloque nos seus favoritos, nos links dos blogues, faça cartazes, distribua adesivos, envie e-mail para seus familiares, parentes e amigos. Participe! Não fique parado. É hora de reagir contra as Forças do Atraso.

    Atenciosamente,
    Daniel (Pearl) Bezerra de Oliveira
    Editor geral do BLOG OFICIAL DA DILMA – http://dilma13.blogspot.com/
    e do blog jornalístico DESABAFO BRASIL:
    http://desabafopais.blogspot.com/

    Responder
  • 7. Romério Rômulo  |  8 dezembro, 2008 às 3:33 pm

    mariza:
    ainda que demorada você reaparece e isso é o que vale.quero
    saber da “germina”.
    um beijo.
    romério

    Responder
  • 8. Romério Rômulo  |  8 dezembro, 2008 às 3:35 pm

    daniel:
    conte comigo no blog da dilma.um grande abraço.
    romério

    Responder
  • 9. mariza lourenço  |  8 dezembro, 2008 às 4:18 pm

    querido, a germina retorna em 2009. 😉
    beijo

    Responder
  • 10. Romério Rômulo  |  8 dezembro, 2008 às 6:49 pm

    boa notícia,mariza.a revista é ótima.
    um beijo.
    romério

    Responder
  • 11. Fred Matos  |  8 dezembro, 2008 às 7:28 pm

    Ótima a sua poesia, Romério.
    Estou linkando o seu blog.
    Abraços

    Responder
  • 12. Romério Rômulo  |  8 dezembro, 2008 às 7:33 pm

    fred:
    obrigado pelo comentário e pelo link.nos veremos.
    um abraço.
    romério

    Responder
  • 13. Benno  |  9 dezembro, 2008 às 6:27 am

    Agraeço a visita.
    Ouro Preto é bonita e charmosa, o sangue e a dor de gente desconhecida a ergueu. Toda grande obra foi gerada com alguma ou até muita dor, pois os partos são doloridos. Pelo menos, recebessem o devido crédito aqueles que sofreram como a mãe que recebe o carinho do filho. Boa idéia é erguer o túmulo do soldado desconhecido, já que impossível resgatar sua vida..
    Abraço

    Responder
  • 14. Moacy Cirne  |  9 dezembro, 2008 às 7:55 am

    Pontes/fontes: o ouro preto de nossos desejos. Em tempo: fnalmente seguiu, ontem, o livro de CDC. Abraços.

    Responder
  • 15. Romério Rômulo  |  9 dezembro, 2008 às 4:12 pm

    benno:
    a história,construída com o suor e o sangue dos anônimos,sempre
    joga luz sobre uns tantos.nos cabe recompor essa questão.
    um abraço.
    romério

    Responder
  • 16. Romério Rômulo  |  9 dezembro, 2008 às 4:15 pm

    moacy:
    essas pontes são múltiplas.e pisadas por todos.
    o chico doido ficará próximo ou junto do elixir do bernardo.eles têm
    algum parentesco.
    obrigado.um abraço.romério

    Responder
  • 17. meg  |  9 dezembro, 2008 às 4:40 pm

    Romério.
    E afinal, quantas pontes tem Ouro Preto?
    Reais e imagináras. Da já minha Ouro Preto.

    Beijo
    meg

    Responder
  • 18. Romério Rômulo  |  9 dezembro, 2008 às 6:04 pm

    meg:
    reais,não sei,mas são muitas,entre as fundamentais e as
    accessórias.essas de que falo nos poemas são fundamentais.
    temos aqui uma “ponte seca”,o que me soa único.imaginárias?
    depende do encontro.
    um beijo.
    romério

    Responder
  • 19. líria porto  |  17 dezembro, 2008 às 10:48 am

    há pontes e pontes… todas, para mim, belíssimas!

    fio
    líria porto

    rio sobre a ponte
    rio sobe a ponte
    rio sob a ponte
    rio só

    a ponte
    é ponto sem nós

    *

    Responder
  • 20. Romério Rômulo  |  17 dezembro, 2008 às 11:02 am

    líria:
    como a vila é um emaranhado de rios e córregos,ribeirões e riachos,as pontes correspondem.as famosas são sete.as demais,
    tenho que contar.
    romério

    Responder
  • 21. Romério Rômulo  |  17 dezembro, 2008 às 11:03 am

    líria:
    seu fio costurou todas.
    romério

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

dezembro 2008
S T Q Q S S D
« nov   jan »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: