destroncamentos

27 novembro, 2008 at 7:54 pm 6 comentários

1.

túrgida e ventada manhã,
toda ela acesa.
duro ranço da noite. em verdade
martelos são macios se levados
ao fogo da paixão e perquiridos.

2.

e produzir umas clarezas tais
que não se faça ambigüidade equivalente.
martelar o afoito do dia,
reduzir a quirera da noite no sopapo.
rasgar latejamento, sangue podre.

se sobra escuridão, que assim seja!

 
(destroncamentos)

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

poema (a affonso ávila)

6 Comentários Add your own

  • 1. CRIS LIMA  |  27 novembro, 2008 às 8:12 pm

    AH MEU CARO…SIM MARTELOS SÃO MACIOS LEVADOS AO FOGO DA PAIXÃO…
    NÀO SUMI SEMPRE ESTIVE POR AQUI…
    BJS
    CRIS LIMA

    Responder
  • 2. Romério Rômulo  |  27 novembro, 2008 às 9:21 pm

    cris lima:
    ainda bem que se manteve por aqui.um beijo.
    romério

    Responder
  • 3. Fenix  |  29 novembro, 2008 às 11:48 pm

    RR,
    Isso aqui faz minha linha, ó:

    “reduzir a quirera da noite no sopapo”

    Parece coisa de ruivo. Antes de ser grisalho, você não era vermelho, não?

    Beijooooooooooo

    Responder
  • 4. Romério Rômulo  |  30 novembro, 2008 às 11:01 am

    fênix:
    meu cabelo era uma mistura de louro,castanho e ruivo.tenho testemunhas disso.daí poderíamos ir à comemoração da turma
    na holanda,em dupla.mais:eu sempre dou sopapos na noite.compõe minha paisagem.
    um beijo.
    romério

    Responder
  • 5. meg  |  2 dezembro, 2008 às 4:15 pm

    Romério,
    Não me diga que este é um poema de ruivo!!
    Tenho de rever os seus poemas para verificar a influência dos cabelos no comportamento do Poeta…
    Acho que essa revelação que acaba de fazer, vai dar muito que falar.

    Beijo
    meg

    Responder
  • 6. Romério Rômulo  |  2 dezembro, 2008 às 4:35 pm

    meg:
    título do último livro:matéria bruta
    cor da capa:vermelha
    pedra,gusa,aço,noites quebradas a tapa.
    essa informação não é nova.eu disse uma vez no v&p.
    a renata e o van gogh não são os únicos no mundo.apenas sou
    mesclado.
    um beijo.
    romério

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

novembro 2008
S T Q Q S S D
« out   dez »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: