Archive for 13 outubro, 2008

(pontes)

o ato de nascer em cada ponto
carrega uns navios, umas flores,
todos os atos, breves, só completam
o ano do seu turnos já rasgados.
quantos de nós se sabem nestes rios,
se o fino odor do mundo se deslava
no corpo ao nascer do próprio ato?

quando nascer é tanto, que se diga
de só nascer se ato completado
por força de saber-se o incompleto.

Anúncios

13 outubro, 2008 at 10:32 am 6 comentários


Feeds

outubro 2008
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.