mulher e noite são desejos sabidos

1 outubro, 2008 at 7:55 pm 12 comentários

fogo trucida anjo, cerrado.
a minha pele, de sertão.
a sina da madeira se cumpre,
rito acabado de animais.

os guizos do bicho rompem cerca,
mais fosse um gnomo de fumaça.
tardio, pinhé ainda uiva seu ninho.
onças rebocam filhotes dos astros,
éguas parindo vadiagem no campo.

anca de flor agora, toda nuvem.

(mulher e noite são desejos sabidos)

Anúncios

Entry filed under: Matéria Bruta.

per augusto (brasil, em ouro preto, corte)

12 Comentários Add your own

  • 1. Bipede-Implume  |  1 outubro, 2008 às 8:28 pm

    Gosto especialmente deste poema.
    Me levou sertão adentro. Quase senti o esvoaçar do pinhé.
    Olha tive que ir ver no dicionário. Uma espécie de gavião.
    Beleza mesmo.
    Grande abraço.

    Responder
  • 2. Romério Rômulo  |  1 outubro, 2008 às 10:23 pm

    bipede:
    é o fogo desatado no sertão.pinhé fica solto de amargura
    pelos filhotes.
    um abraço.
    romério

    Responder
  • 3. Silêncio Culpado  |  4 outubro, 2008 às 4:05 pm

    Romério Rômulo
    Conheci a sua poesia atarvés da MEG e nunca mais esqueci este traço marcante que nos preenche de sabedoria.

    Abraço

    Responder
  • 4. Moacy  |  5 outubro, 2008 às 7:25 am

    Oi, tem “Matéria bruta” no Balaio. E, finalmente, você receberá, nos próximos dias, os poemas de CDC. Abraços.

    Responder
  • 5. Romério Rômulo  |  6 outubro, 2008 às 4:50 pm

    silêncio culpado:
    obrigado pelas suas palavras.um abraço cordial.
    romério

    Responder
  • 6. Romério Rômulo  |  6 outubro, 2008 às 4:52 pm

    moacy:
    fui ao balaio.vi muita coisa interessante.obrigado.
    romério

    Responder
  • 7. meg  |  7 outubro, 2008 às 3:57 pm

    Romério,

    O fogo que devasta o teu sertão, suas entranhas…
    Poema feito de imagens muito sugestivas.
    Entrançado de palavras…

    Beijo
    meg

    Responder
  • 8. romério rômulo  |  9 outubro, 2008 às 2:49 pm

    meg :
    esta é uma forma do sertão se esvair.um beijo.romério

    Responder
  • 9. Jorge Vicente  |  10 outubro, 2008 às 8:19 am

    oncas rebocam filhos dos astros. muito bom.

    como posso comprar seu livro, amigo?

    um abraço
    jorge

    Responder
  • 10. Romério Rômulo  |  10 outubro, 2008 às 9:11 pm

    jorge:
    vou te responder por e-mail .alguns livros meus podem ser comprados pela internet.
    um abraço.
    romério

    Responder
  • 11. Mário Mendonça  |  12 outubro, 2008 às 8:06 pm

    Grande Guerreiro das Palavras.

    Também quero a dica , sobre suas escribas.

    Meu e-mail, Tu sabes.

    Quanto a este.

    ” prazer orvalhado ”

    Abraço

    Responder
  • 12. Romério Rômulo  |  12 outubro, 2008 às 9:51 pm

    mário:
    será que tenho o que dizer?
    um abraço.
    romério

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

outubro 2008
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  

Top Posts

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: