como o pai tive martelo

12 julho, 2008 at 12:57 am 3 comentários

falo linguagem
do povo sertanejo:
inté, isturdia, trabanda
me são de família.

Anúncios

Entry filed under: Tempo Quando.

escarpada o poema

3 Comentários Add your own

  • 1. meg  |  12 julho, 2008 às 5:19 pm

    Romério,

    Linguagem que me fascina, como em Portugal
    acontece com o Mirandês, que vem de Afonso VI,
    se não me engano, que estou a escrever de cor.
    e que hoje ressurge em algumas escolas para que
    se não percam palavras e expressões
    Do sertanejo pouco sei, mas gostava de saber.

    Beijo
    meg

    Responder
  • 2. carminda pinho  |  12 julho, 2008 às 11:22 pm

    Romério, de todas essas palavras, só conheço “inté”.
    Falta de cultura a minha.:)
    Beijo

    Responder
  • 3. Romério Rômulo  |  23 julho, 2008 às 5:37 pm

    meg:esta fala é muito presente no brasil.um beijo.romério

    carminda:
    falta de cultura nada.há muito pra se saber.
    isturdia=outro dia
    trabanda=outra banda=outro lado

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

julho 2008
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: