mais quê?

5 julho, 2008 at 12:01 am 5 comentários

poeta sintético
amalgamado das razões das rendas.
meus tributos de fera são sujeira e regato
umas corolas me regalam.

Anúncios

Entry filed under: Matéria Bruta.

tua breve madrugada te seja leve scliar:

5 Comentários Add your own

  • 1. Fênix  |  5 julho, 2008 às 7:46 pm

    Há sempre um verso na tua poesia que me enreda. Às vezes, vários.

    Em outras, tudo. Aqui, este:

    meus tributos de fera são sujeira e regato

    Beijo

    Responder
  • 2. meg  |  5 julho, 2008 às 8:56 pm

    Tese e antítese
    sujeira e regato?
    rendas improváveis

    mas

    meus tributos de fera…
    umas corolas me regalam.

    Responder
  • 3. meg  |  5 julho, 2008 às 9:00 pm

    Romério,

    ando a clicar onde não devo, e o comentário disparou. sorry!

    Um beijo
    meg

    Responder
  • 4. Romério Rômulo  |  5 julho, 2008 às 10:09 pm

    fênix:
    este verso tem lá suas razões.
    um beijo.
    romério

    Responder
  • 5. Romério Rômulo  |  5 julho, 2008 às 10:14 pm

    meg:
    sujeira e regato podem ser tese,antítese ou síntese.as rendas
    são definitivas.
    não há por que se preocupar com disparos.é um resto de poesia.
    um beijo.
    romério

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

julho 2008
S T Q Q S S D
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: