varas de vida que trago das poeiras

30 junho, 2008 at 12:01 am 5 comentários

quantos antros e destinos me ataram
pelo avesso da ilha.
mágicas só revertem a metade das noites
que as outras são concretos.

quantos avos e destinos me atormentaram
o rosto e o osso;
curvei-me a todos para estar perfeito.

a todos busquei ver como água e pedra:
com o olho, retalhei-lhes as faces
e o contíguo dos lábios.

pólvoras deixaram meu corpo em frangalhos.
mas atei-lhe os nós e os pedaços
como quem range à utopia.
fiz ver que vales e montanhas são nacos da vida.
no fôlego quente da espécie.

quando surgi de mim, fiquei varrido
e meu estado de coisa correu solto.

Anúncios

Entry filed under: Matéria Bruta.

(raso de delírio: o meu cão morto) conflito

5 Comentários Add your own

  • 1. meg  |  30 junho, 2008 às 10:50 am

    Romério

    “pólvoras deixaram meu corpo em frangalhos.
    mas atei-lhe os nós e os pedaços
    como quem range à utopia.
    […]
    quando surgi de mim, fiquei varrido
    e meu estado de coisa correu solto.

    … e é nesse estadp que espero voltar à minha origem.

    Um beijo
    Meg

    Um beijo

    Responder
  • 2. Romério Rômulo  |  30 junho, 2008 às 11:36 am

    meg:
    depois nos descreva aqui,por favor,como foi a volta.
    um beijo.
    romério

    Responder
  • 3. meg  |  30 junho, 2008 às 12:11 pm

    Romério,

    Com a maior alegria o farei, superados os embaraços.
    O Bardo já explodiu e desintegrou-se… Camões quem sabe não se pode remediar!!!

    Vou à lide, meu Poeta, daqui a pouco, tu sabes.

    Beijo
    Meg

    Responder
  • 4. Romério Rômulo  |  1 julho, 2008 às 12:50 am

    meg:
    camões é delírio.
    romério

    Responder
  • 5. Eita! Sarau  |  28 novembro, 2010 às 7:53 pm

    Romério… publiquei mais este no Eita! beijo da Marise

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

junho 2008
S T Q Q S S D
    jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: