Dos visitantes poéticos

17 junho, 2008 at 1:51 pm 2 comentários

Romério,

minha primeira visita já pega a fogueira acesa… labaredas solitárias cortando o azul da noite… pinhão na brasa, quentão na boca… o vento desmancha os cabelos dela, enquanto sorri aquele riso de outras festas… eu (criança), soltando “chinezinho”… enquanto a urgência me consome.

Teu sítio, minha festa!
Xico Santos

Anúncios

Entry filed under: Outros autores.

“resta buscar o que sobrou do amor” efêmero

2 Comentários Add your own

  • 1. meg  |  17 junho, 2008 às 8:43 pm

    Romério,
    Mas este é um carinho para um amigo que se sente de verdade!
    Teu lado gratidão e um comentário feito poema.muito bonito do Xico Santos. Vou verificar se tem blog… inevitável !
    Beijo da… Ima Sumac

    Responder
  • 2. Romério Rômulo  |  17 junho, 2008 às 10:22 pm

    ima sumac:
    estou a abolir o gerúndio.avisei o carlinhos deste meu gesto.
    o texto do xico é muito bom.daí,a renata o destacou.
    o xico é o dono da “altana”,editora do matéria bruta.
    um beijo.
    romério

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Feeds

junho 2008
S T Q Q S S D
    jul »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

RSS Fênix em Verso e Prosa

  • Ocorreu um erro. É provável que o feed esteja indisponível. Tente mais tarde.

%d blogueiros gostam disto: